sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Mais que um abraço


Os Abraços Partidos
Los Abrazos Rotos
Pedro Almodóvar
2009


Persigo Almodóvar desde meus 9 anos, aproximadamente.

Foi amor à primeira vista, com "Ata-me!". Pudera não ser...não tinha como , eu já estava encantada.

Mas não foram todas as obras dele que me tiraram do chão. O Almodóvar de "Maus Hábitos" não é o mesmo do estonteante "Fale com Ela". Mas ainda assim, sempre existem as permanências.

Hoje assistindo à "Abraços Partidos" pude sentir uma ponta de cada faceta de Almodóvar. Conseguiu tirar os exageros apelativos dos primeiros filmes sem perder a graça e a beleza e continuar com os diálogo impecáveis e a trilha sonora dos últimos anos.

E o final, ah, o final...digno!

2 comentários:

gabrielgape disse...

Professora,
também gosto muito do almodóvar, o mundo dos filmes dele é completamente louco, mas ao mesmo tempo é completamente real.
Dei graças a Deus por o alameda ter lançado o filme antes de eu ir pra Guaratinguetá...achei o máximo.
o cara sabe o que é cinema e como disse "um filme tem que ser terminado, mesmo às escuras..."

flávia disse...

Exatamente, Gabriel.
Genial a leitura dele, né?
bjo